Share |

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ronaldo Fenômeno deixa os campos. Quem perde é o futebol


Ninguém é chamado de fenômeno por acaso. Hoje é um dia triste para todos que gostam do bom futebol. Ronaldo Luis Nazário de Lima está pendurando as chuteiras. Aos 34 anos, ele não aguenta mais as dores que três cirurgias no joelho e um sobrepeso absurdo. Uma pena para o futebol, que perde um dos maiores da história.

Ronaldo foi o segundo maior jogador que vi jogar. Só perde para Romário. O jogador que tem de ser analisado não é o do Corinthians e sim o que brilhou na seleção brasileira, Internazionale, Real Madrid, Barcelona. PSV e Cruzeiro. Um craque com C maiúsculo. Que conseguia conciliar uma força física absurda, muita velocidade e uma técnica única. Gols não faltaram foram 409 em 672 jogos na carreira.

Do garoto inteligente e oportunista que começou no Cruzeiro, por 6 milhões de dolares surgiu um atacante centrado e que não desperdiçava gols no PSV. Isso com 18 anos. Mas a Holanda era pequena demais para o talento de Ronaldo. Ele precisava de um palco maior e nada melhor que o Camp Nou para brilhar. Por 20 milhões de dolares ele foi jogar no Barcelona.


E foi um show. Com 47 gols em 51 jogos, ele fazia com que todos procurássemos o campeonato espanhol na TV à cabo para ver os jogos do Barça e os sucessivos gols do então dentuço. A saída do Barcelona foi um erro. Por querer aumento salarial por sua temporada extraordinária, ele deixou a Catalunha.


Por 32 milhões de dolares, ele foi para a Internazionale. Um erro. O time era fraco que há anos não vencia nada, ainda mais no retrancado futebol italiano. Além da dificuldade de adaptação, começaram os problemas no joelho. Mesmo assim, os gols não rarearam. Foram 14 em 19 jogos nos seis primeiros meses. A primeira lesão séria no joelho chegou contra o Lecce e foram cinco meses parado. A segunda assustou o mundo. O joelho do já Fenômeno caiu em uma partida contra a Lazio e a certeza de que ele não voltaria a jogar era geral. Mas ele voltou. Mas logo saiu. Só que novamente por motivos salariais, já que ele não aceitava - com razão - ganhar menos que Vieri e Recoba.



Depois da Copa de 2002, se desentendeu com o técnico Hector Cúper e foi para o Real Madrid por 35 milhões de dolares ser um galático. apesar de alguns títulos como o Mundial e o campeonato espanhol, Ronaldo já começava a ter problemas de peso e a chegada dos galáticos Beckham e Zidane fez com que o time pouco ganhasse títulos. Depois de cinco anos na capital espanhola, era hora de mudar de ares e o destino era conhecido: Milão.



Em uma transferência de 10 milhões de dolares, ele não pode dizer que foi feliz no Milan. Foram 20 jogos, nove gols, muitas lesões musculares e mais uma séria lesão no joelho. No fim do seu contrato, o clube rossonero não renovou com o Fenômeno e ele voltou ao Brasil para voltar em seu clube de coração, o Flamengo.


Ele treinou, se recuperou, mas na hora do acerto...nada. E ele foi jogar no Corinthians, provocando a ira dos flamenguistas. E ele foi feliz no Timão. Venceu a Copa do Brasil e o paulistão em 2009, com boas atuações. A barriga cresceu e o futebol diminuiu. As entradas em campo foram rareando e as contusões aumentando. Até que hoje ele resolveu parar.



Não esqueci da passagem de Ronaldo pela seleção brasileira. Aos 17 anos, mesmo sem jogar, venceu a Copa de 94 com o Brasil. A partir daí, assumiu a condição de maior jogador da equipe e fez uma Copa brilhante em 98, mas uma convulsão inexplicada abalou o time que perdeu a final para a França. Em 2002, poucos acreditaram que ele tivesse condição de jogar, mas ele se superou e comandou, com Rivaldo, o título na final contra a Alemanha. Em 2006, se apresentou visivelmente acima do peso, mas ainda assim foi fez seus gols, mas parou, novamente contra a França, mas nas quartas de final. Fenômeno é o maior artilheiro da história das Copas do Mundo com 15 gols e provavelmente um dos que menos perdeu com a camisa amarela.
Nesta hora, só resta dizer: Obrigado, Fenômeno!
Rodrigo Stafford

1 comentários:

naelio disse...

boa garoto vc fez mt para o brasil
abraçoos
DE:naelio freires
p/ronaldo fenomeno"grande jogado"

15 de fevereiro de 2011 14:37

Postar um comentário