Share |

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O vexame dos vexames


Nenhuma vez na minha vida vi um clube brasileiro passar por um vexame tão grande em sua história. Isso que em meus 28 anos já vi Fla, Flu e Botafogo perderem final da Copa do Brasil para Santo André, Paulista e Juventude. Já vi o Palmeiras sair do primeiro tempo vencendo por 3 a 0 e perder por 4 a 3 para o Vasco na Mercosul, até o Manchester United virar um jogo contra o Bayern de Munique, na final da Liga dos Campeões com dois gols nos acréscimos, entre outras coisas. Mas o Internacional perder por 2 a 0 para o Mazembe ganha de todas elas.

Soberba é um problema enorme no futebol. Como diz Muricy Ramalho, a bola pune. E o festival de gols perdidos, a ineficiência de D'Alessandro e Alecsandro somados com o tesão e a vontade de ganhar do time africano provocou um dos maiores vexames da história do futebol, resultando na primeira vez que um time sul-americano fica fora de uma decisão de Mundial Interclubes.

Não cabe ao Internacional procurar culpados. Todos o são. O que será preciso é juntar os cacos e reformular. O que acontecu não pode passar impune. Ainda mais porque o Colorado tem um dos melhores, se não o melhor elenco do país, com jogadores que teriam vaga em todos os times da Série A, como Rafael Sóbis, Tinga, D'Alesandro, Guiñazu entre outros.

Por ora, a parte vermelha do Rio Grande do Sul está fechada para balanço.

Rodrigo Stafford

0 comentários:

Postar um comentário