Share |

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Americanos valem a pena na Libertadores



Há anos falam da possibilidade dos americanos jogarem a Copa Libertadores da América. Seria um ganho absurdo para a competição. Jorraria dinheiro de patrocinadores e finalmente a competição ganharia um quê de Champions League. Com muito dinheiro de premiação e uma infraestrutura melhor do que a alardeada guerra sul-americana.

Do ponto de vista técnico, a competição ganharia craques como David Beckham, Landon Donovan e Thierry Henry. Além de muitos outros europeus, que certamente reforçariam os times dos Estados Unidos.

Mas há quem não queira e argumente que as viagens ficariam muito longas. De fato ficariam, mas quem não imagina um Maracanã, ou um Morumbi, lotado para ver um jogão com craques como Ronaldo, Beckham, Donovan e Roberto Carlos.



Rodrigo Stafford

1 comentários:

Renato disse...

As grandes viagens não seriam os únicos grandes problemas. O pior é times norte-americanos e mexicanos participarem de uma competição que não vale nada pra eles. Caso algum time desses países seja campeão, não terá direito a jogar o Mundial de Clubes, pois a vaga para times das Américas do Norte e Central é disputada pela Concacaf.

Poderíamos ter uma patética situação em que um dos semifinalistas da Libertadores ir jogar o Mundial, na hipótese de um time mexicano e um dos EUA (ou 2 de um desses países) chegarem à final.

Mas do jeito que as coisas estão, com Austrália na Confederação Asiática e Japão jogando a Copa América, nada mais parece muito esdrúxulo.

26 de novembro de 2010 14:14

Postar um comentário