Share |

sábado, 6 de novembro de 2010

Alonso terá de agradecer a Massa






Apesar das rodadas finais do Brasileiro, em fim de semana de GP do Brasil todo mundo dá pitaco na Fórmula-1. Como sempre calha de poder decidir o campeão do ano, mais ainda tem pra se comentar. No caso, o possível tricampeonato de Fernando Alonso. Se vier, não será contestado pelo talento do espanhol e pela temporada regularíssima. Mas pelas atitudes.

A lembrar do GP da Alemanha, quando ordens dos boxes mandaram Massa deixar Alonso passar e vencer a corrida. Na ocasião, o espanhol era quinto lugar e estava a 30 pontos do então líder Hamilton. Certamente esses sete pontos estão fazendo a diferença agora. Mas a questão é: a que preço?

O preço da esportividade, que a equipe Red Bull demonstrou ao longo do ano por não escolher o piloto número um desde o início da temporada. Deixou Webber e Vettel correrem, se pegarem na pista e, inclusive, baterem, jogando fora o GP da Turquia.

Pontos que também fariam toda a diferença pro Mundial de pilotos agora. Mas a RBR, que muitos devem estar considerando burra neste momento, preferiu manter a lisura do esporte.


Tatiana Furtado

0 comentários:

Postar um comentário