Share |

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Quem será o melhor do mundo?




A lista divulgada pela Fifa e a revista "France Football" com os candidatos a melhor do mundo traz algumas certezas: o eleito não é pule de dez e o Brasil não é mais o mesmo, por enquanto. Desta vez, apenas três concorrentes do país: Júlio César, Maicon e Daniel Alves. Nenhum atacante ou meia brasileiro, como de costume. Sempre foi com jogadores destas posições que o Brasil levou oito vezes a Bola de Ouro.

Dos 23 candidatos, a maioria vem da Espanha, atual campeã mundial, com sete. Nada mais justo pra uma seleção equilibrada, sem uma única grande estrela a despontar. São eles: Xabi Alonso, Iker Casillas, Cesc Fábregas, Andrés Iniesta, Carles Puyol, David Villa e Xavi.

Em seguida, vem a Alemanha, com cinco. Merecido pelo futebol rápido, forte e cheio de talento dos jovens (Thomas Müller, Mesut Özil e Bastian Schweinsteiger) e experiência (Miroslav Klose e Philipp Lahm).

Da vice-campeã, apenas dois: Robben e Sneijder. Sempre decisivos em seus clubes e na seleção. O atual melhor do mundo Lionel Messi ainda corre por fora.

Difícil apontar o franco favorito em ano de Copa do Mundo, na qual muitos favoritos ficaram pelo caminho. Sem esquecer que o melhor do Mundial foi o uruguaio Forlán, quarto lugar. E Iniesta decidiu o título a favor da Espanha

Mas acredito que o peso da Copa não seja decisivo e a bola fique com Sneijder. O holândes ganhou tudo no Inter de Milão e ainda pode ganhar mais no Mundial de Clubes.

Os demais candidatos: Cristiano Ronaldo (Portugal), Didier Drogba (Costa do Marfim), Samuel Eto'o (Camarões) e Asamoah Gyan (Gana).

Isso tudo no masculino. No feminino, a brasileira Marta tenta o quinto troféu e continua sendo sempre favorita.

Tatiana Furtado

4 comentários:

Renato disse...

Sneijder foi muito superior aos demais, levando-se em conta tanto a Copa do Mundo quanto Champions e ligas nacionais.

28 de outubro de 2010 13:25
Rodrigo Stafford disse...

Eu também votaria no Sneijder. Ele foi fundamental em todas as competições no Inter de Milão. E se a Holanda chegou até a final da Copa, mérito do carequinha.

28 de outubro de 2010 19:10
PH disse...

Acompanho os relatores, mas com ressalvas.

29 de outubro de 2010 12:51
Rodrigo Stafford disse...

O senhor está falando isso porque tem viagem marcada! Diga suas ressalvas!

29 de outubro de 2010 13:40

Postar um comentário