Share |

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Lucio Flavio, a doença botafoguense


São mais de 200 jogos com a camisa do Botafogo e o resultado disto são anos de inércia com a camisa 10 de um dos clubes mais importantes do país. Lucio Flavio não tem bola para jogar no Alvinegro. Nunca teve. É jogador para a Série B. Um grande chupa-sangue que contagia seus companheiros, da pior forma possível, além de ser um paneleiro de marca maior.

E por que ele ainda joga no Glorioso? Por muito tempo, o Botafogo não teve quem colocar ali. Agora, ele voltou com a contusão de Maicosuel. No ano passado, ele foi despachado para o Santos, onde não durou seis meses e voltou ao Rio de Janeiro.

Dentro de campo, Lucio Flavio é como uma doença que se alastra por todo o time botafoguense. Ele é muito lento, seu passe é curto e sem brilhantismo. Atualmente se resume a cruzar bolas na área a procura de Loco Abreu. Diferentemente de jogadores como Petkovic e Deco, que também não têm velocidade, mas fazem o time ser velozcom passes e inteligência, Lucio Flavio atrapalha os times que joga. Para não dizer que ele não faz nada bem, é ium bom cobrador de faltas.

Vaiar o jogador não vai melhorar o seu rendimento. Mas as vaias da torcida alvinegra são para que Joel Santana arrume uma solução para que o atual camisa 10 não entre em campo, seja com Jobson ou até Caio em seu lugar.

E pensar que ele foi comparado com Alex, hoje no Fenerbahçe...

Rodrigo Stafford



0 comentários:

Postar um comentário