Share |

domingo, 24 de outubro de 2010

Alguém quer ser campeão?



A sete rodadas do fim e a certeza, ou incerteza, continua: ninguém quer ser campeão brasileiro. Rodada após rodada, quem está na frente tropeça e entrega de bandeja a liderança pro outro. Fluminense, Cruzeiro e Corinthians se revezam na briga de gato e rato às avessas.


Parece uma batata quente nas mãos do time, o outro tenta pegar, fica um pouco e larga de novo. Ao contrário do ano passado, nem há uma equipe vindo atrás numa arrancada. O Grêmio poderia ser esse time, mas foi chegar perto da zona da Libertadores que também começou a tropeçar.


Prognósticos ficam mais difíceis do que ano passado. Nem adianta pegar a lista dos últimos jogos e achar quem tem o caminho mais fácil. Vide o Santos perdendo em casa para o Prudente, lanterna do campeonato. O Cruzeiro enfrenta o virtual rebaixado na próxima rodada; o Fluminense, o Grêmio. Quem tem coragem de apostar alguma coisa?


Já que não se pode ter certeza de nada, fica a superstição. Com 21 pontos em jogo, o máximo que o primeiro lugar pode chegar - hoje o tricolor pelo saldo de gols - é a 75. Mesmo número do São Paulo, em 2008, no ano do tricampeonato, dirigido também por Muricy Ramalho.

A queda na pontução dos campeões desde o início dos pontos corridos.

2003 - 75 em quarto - Cruzeiro com 100

2004- 75 em quinto - Santos 89

2005 - 75 em terceiro - Corinthians 81

2006 - 75 campeão - São Paulo 78

2007 - 75 campeão - São Paulo 77

2008 - 75 campeão - São Paulo 75

2009 - 75 campeão - Flamengo 67


Tatiana Furtado

1 comentários:

Renato disse...

Lembrando que em 2003 e 2004 o campeonato tinha 24 clubes, em 2005 tinha 22 clubes e só a partir de 2006 que passou a ter 20 times e 38 jogos.

27 de outubro de 2010 00:11

Postar um comentário