Share |

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Os erros de Zico


A gestão de Zico como diretor-executivo do Flamengo não é um sonho como previram alguns rubro-negros. O fato de ser o maior ídolo da história do clube não o fez imune das politicagens que há anos pairam na Gávea.

Zico também erra. E muito. Primeiro errou ao não deixar clara a questão entre Flamengo e CFZ. Sinceramente não acredito que haja algo errado, mas é notório que a questão tinha de ter sido resolvida rapidamente e explicada publicamente.

Outro erro do Galinho foi no aspecto contratações. Trouxe Leandro Amaral, Deivid e Diogo. Todos fora de forma. Sem falar em jogadores menos badalados, como Borja e Val Baiano, que vieram por quantias pesadas. O colombiano por um empréstimo de R$ 300 mil e o estabanado centroavante por salários de R$ 140 mil.

Por último, o caso Silas. É inadmissível um treinador dizer que não faz gol contra, coisa e tal. Não há clima que permita que ele fique bem com os jogadores. É impossível. Silas tinha que ser demitido sumariamente. A permanência dele é apenas uma perda de tempo, já que mais uma ou duas semanas, Zico terá que mandá-lo embora. Isso porque nem falei nos patéticos números do técnico rubro-negro.

Com boa intenção, é verdade, o Galinho erra e muito no Fla. Agora é lutar contra a zona de rebaixamento, que seria uma mácula imperdoável na bela história de Zico com o Fla.
Rodrigo Stafford

1 comentários:

Tati disse...

Realmente a política do Fla atrapalha qualquer um que queira fazer alguma coisa. Mas o caso do Zico acredito ser despreparo pra função de dirigente.

30 de setembro de 2010 14:01

Postar um comentário