Share |

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Futebol Internacional: Tudo Azul na Inglaterra

Iniciada a Champions League no meio da última semana, já é possível dizer que a temporada 2010/2011 no futebol europeu começou a engrenar. E se na Espanha, na Itália, na Alemanha e na França os líderes são surpreendentes até aqui (Valencia, Cesena, Mainz e Saint-Etienne, respectivamente), na Inglaterra o panorama é totalmente oposto.

A Premier League tem apenas 5 rodadas disputadas até aqui, mas uma equipe já desponta como a grande sensação do início de temporada em todo o continente com o seguinte aproveitamento: 5 vitórias, 21 gols pró, 1 gol contra, duas goleadas por 6 a 0 e uma por 4 a 0. Este é o Chelsea versão 2010/2011, a sensação deste início de temporada européia.

Os Blues vêm demonstrando incrível capacidade ofensiva, e nem tem precisado contar com todos os habituais titulares para atropelar os adversários. Na partida do último fim de semana, por exemplo, as estrelas Terry e Lampard não foram a jogo, e o artilheiro Anelka assistiu do banco à vitória sobre o Blackpool. O placar de 4 a 0 foi todo construído na primeira etapa, e poderia ser ampliado caso a equipe não tivesse optado por apenas administrá-lo durante o segundo tempo.

Embora falte ao Chelsea um grande teste no campeonato, vê-se que está um nível acima dos concorrentes, pois todos os habituais rivais (Manchester United, Arsenal e Liverpool) já perderam pontos para adversários de menor expressão. Portanto, até prova em contrário, o esquadrão de Carlo Ancelotti é o time a ser batido na terra da rainha.

CURTINHAS

Sem fôlego:
Assim ficaram os torcedores de Manchester United e Liverpool no último domingo. Aliás, é incrível como os confrontos entre os grandes times da Inglaterra sempre reservam grandes doses de emoção.

Sem Messi:
a ausência de Messi das próximas partidas do Barça, evidentemente, é péssima para o time. Mas há quem diga que pior seria ficar sem o maestro Xavi.

Sem convencer:
até aqui, a Inter de Milão não convence. Embora ocupe a segunda posição na Serie A, perdeu a Supercopa da Europa e apenas empatou com o Twente na Champions League. Será que José Mourinho fará falta?

Pedro Mendonça é o colunista de Futebol Internacional do Futeblogeando

1 comentários:

Rodrigo Stafford disse...

Vi o time do Chelsea jogar e também curti. Jogo rápido, com toque de bola e muita ofensividade. O engraçado é o técnico ser o Ancelotti, famoso por suas retrancas na Itália. Mas parece que mudou. E evoluiu.

20 de setembro de 2010 15:43

Postar um comentário