Share |

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Felipão, os 700 mil mensais e os resultados


Depois do pentacampeonato mundial, Felipão alcançou status de grande treinador e deu sequência à carreira internacional na Europa. Portugal, Chelsea e Bunyodkor... Certo sucesso e a volta ao Brasil a peso de ouro. O Palmeiras resolveu desembolsar 700 mil reais por mês para fazer o time vencedor outra vez.
Mas se o presidente Pelluzzo achava que bastaria o técnico assumir o comando do time que tudo daria certo, estava totalmente enganado. Felipão assumiu em julho, contra o Avaí, e desde então só conquistou 3 vitórias em 15 partidas.
Culpa dele? Provavelmente não. O time já estava formado, poucas contratações foram feitas e a equipe não se acertou em campo. O gladiador Kleber voltou por vontade própria, mas não achou o caminho do gol. A outra estrela Valdívia perdeu totalmente a forma lá nas Arábias.
Mas o papel do técnico era ao menos dar a sua cara ao time. Vibrador, pegada forte no meio-campo, a garra reconhecida. O que se vê, no entanto, é um Felipão impondo lei da mordaça aos jogadores e descontrolado na beira do campo.


Tatiana Furtado

1 comentários:

Anônimo disse...

num é o palmeiras quem paga nao, ele paga só uma parte.. se informe primeiro antes de sair divulgando noticias..

22 de setembro de 2010 14:52

Postar um comentário