Share |

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Deco é o problema do Flu?


Vi Deco jogar no Porto, no Barcelona e no Chelsea. Tinha um toque de bola refinado, uma visão de jogo peculiar e principalmente muita inteligência na armação do jogo. Independente de jogar com jogadores velozes ou de área, Deco se destacou por onde passou, exceto o Chelsea, onde não foi bem.

O camisa 20, que ganha 700 mil por mês no Fluminense, foi contratado para ser o craque do time e tem apenas lampejos das características citadas acima. Deco é um jogador extremamente preguiçoso, disperso e que tira toda a velocidade do Tricolor, mesmo tendo laterais velocíssimos e um atacante de área.

Concordo que sem Emerson e Fred, o meio-campo do Flu fica mais limitado. Tocar bolas para Rodriguinho e Washington, definitivamente, não é a mesma coisa. Mas, Conca se destaca independentemente com quem joga. Já Deco, acerta dois bons passes por jogo, erra dez e corre de intermediária à intermediária.

Não acho que ele seja o problema e o motivo da queda do Fluminense. Mas, acho que o meia voltou ao Brasil para encerrar a carreira e está desmotivado. Mas, concordo, que o time de Muricy Ramalho ainda não se adaptou ao futebol de Deco.

Talvez ele suba de rendimento com a volta de Emerson e Fred. No entanto, o fato, é que até aqui, o camisa 20 ainda não foi sombra do jogador duas vezes campeão da Liga dos Campeões da Europa. Mas, sinceramente, eu acredito no talento de Deco.


Rodrigo Stafford

0 comentários:

Postar um comentário