Share |

terça-feira, 20 de julho de 2010

Quem será o técnico do Brasil?


A CBF prometeu anunciar o novo técnico da seleção brasileira até domingo. Desde o fim da Copa do Mundo da África do Sul, a imprensa bate nas mesmas teclas: Luiz Felipe Scolari, Mano Menezes, Muricy Ramalho, Leonardo e Ricardo Gomes.

Vou fazer uma pequena análise das opções citadas acima.

Luiz Felipe Scolari - É o favorito do povo. Grande parte da população quer de voltar o treinador do penta. A seu favor tem o carisma, a qualidade inegável e saber ter o grupo nas mãos, além do bom relacionamento com a imprensa. Contra Felipão está o fato dele ter assumido o Palmeiras. Outro fato que pesa é ter mais a perder do que a ganhar. Se ganhar outra Copa apenas repetirá o que fez em 2002, se perdeterá a alcunha do fracasso, assim como Carlos Alberto Parreira.

Mano Menezes - Bom treinador. Fez bons trabalhos de reconstrução no Grêmio e Corinthians quando estes times foram rebaixados. A seu favor tem o lobby do presidente do Corinthians Andrés Sanches, além de ser extremamente educado e cortes com todos. Contra Mano pesa sua falta de experiência internacional. Nunca ganhou nada fora do Brasil. Em territótio nacional seu currículo é reduzido: venceu uma Copa do Brasil, dois estaduais e duas vezes a Série B. Pouco para o técnico da seleção.

Muricy Ramalho - Trabalhador nato, este discípulo de Telê Santana tem o gosto da vitória na boca. Sabe muito de futebol, mas não faz lobby. Muricy tem a seu favor títulos e trabalho. Foi tricampeão brasileiro pelo São Paulo e já deu um jeito no time do Fluminense. Contra o treinador tem seu estresse com a imprensa (que não aconteceu ainda no Flu) e o fato de não usar muito as categorias de base dos clubes onde passa, exatamente a renovação que a CBF preocura.

Leonardo -Um gentleman do futebol. Teve longa carreira na seleção com o jogador e começou no ano passado como treinador. A seu favor está a educação e o fato que melhoraria a imagem da CBF. Contra Leo pesa a falta de experiência. Apesar de ter feito muito bom trabalho no Milan na última passada, saiu do clube italiano por divergências com o dono do time Silvio Berlusconi. Não teve outra experiência como treinador. Talvez seja um ótimo coordenador.

Ricardo Gomes - Não é má vontade, mas não tem a manor condição de ser técnico da seleção. A seu favor, o fato de ter sido um craque na defesa e ser de uma educação poucas vezes vista no futebol. Extamente o inverso de Dunga. Contra pesa a falta de títulos (foram três copas menores na França) e o fato de ter sido técnico da seleção olímpica que tinha Robinho e Diego. Não conseguiu conter a bagunça e sequer conseguiu classificar para os Jogos Olímpicos.

Como todos, meu favorito é Scolari. Mas o plano B seria Muricy Ramalho. Para mim, os outros não têm condições de assumir a seleção brasileira. Acredito que Muricy será escolhido.

Rodrigo Stafford

3 comentários:

Tati disse...

Pelo visto vai ser o Mano mesmo. Vamos dar um voto de confiança.

20 de julho de 2010 12:40
Baiano disse...

qualquer um que não seja o Muricy tá bom!!
hehehehe

20 de julho de 2010 18:38
Anônimo disse...

eu queria que fosse romario por que ele tem mais esperiençia

22 de julho de 2010 09:52

Postar um comentário