Share |

quarta-feira, 21 de julho de 2010

O desafio de Mourinho


Como acontece todos os anos começa a janela de transferências e o Real Madrid tem interesse em todos os jogadores do mundo. Só que na temporada 2010/11 algo mudou. E este algo se chama José Mourinho. Melhor técnico do mundo, o português é especialista em montar times vencedores, mas como fazer isso com jogadores chegando e saindo a todo momento?

Só na última temporada deixaram o clube merengue, entre vendas e empréstimos, 23 jogadores. Mourinho já começou sua faxina tirando jogadores símbolos do clube, mas que há anos não rendiam como Guti e Raul e está tentando trazer seus queridinhos como Maicon, em detrimento aos milhares de atacantes que o Real contrata a cada começo de temporada.

A busca do treinador por um time equilibrado bate de frente com a política galática de Florentino Perez. O presidente do Real Madrid mantém o time em evidência há anos pelos craques contratados que não rendem, já que dentro de campo faz muito tempo que o time espanhol não conquista há algum tempo (temporada 2007/08).

Mas não é só a direção do Madrid que terá de rever seus conceitos. Mourinho também. Acostumado com ligas de futebol pesado, de muita marcação, ele terá que se acostumar com a leve liga espanhola, onde as defesas são preteridas por um bom toque de bola e atacantes de qualidade. A forte marcação e o futebol de contra-ataque que ele fez no Inter de Milão não serão tolerados por jogadores e torcedores do clube, até mesmo porque o clube tem no plantel nada menos que Kaká, Cristiano Ronaldo, Benzema entre outros.

Para ter sucesso, José Mourinho vai ter que entender a Espanha, o clube e sua liga. E o Real Madrid terá que entender os métodos de trabalho de seu novo treinador. Sinceramente, se há alguém que possa fazer dar certo a política galática é o galático Mourinho.


Rodrigo Stafford

1 comentários:

Guilherme Botelho disse...

Grande Mourinho!

22 de julho de 2010 09:28

Postar um comentário