Share |

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Vergonha na F-1. Adivinha de quem?




Isso é ridículo. A frase de Fernando Alonso foi dita momentos depois de não ter conseguido ultrapassar Felipe Massa. Mas tirando-a desse contexto, bem que ele poderia dizer isso sobre mais uma palhaçada da Ferrari. Como fizera em 2002 com Barrichello, a equipe deu ordens pra Massa deixar passar.


Quase 10 anos depois, a Ferrari continua achando que não tem nada demais fazer jogo de equipe de forma tão descarada. Deve ser porque a punição é de 100 mil doláres. Nada pra uma equipe milionária. E pelas declarações do chefe Domenicali continuará fazendo. A não ser que retaliações de verdade sejam tomadas. Acho impossível.

O episódio vergonhoso, cujas mensagens de rádio deixaram claro que houve ordem dos boxes, serviu pra mostrar que há sim primeiro e segundo pilotos na Ferrrai. Massa, com cara de palhaço no pódio, primeiro aparentou revolta, depois pra FIA disse que não aconteceu nada. Seu contrato deve proibi-lo de ir contra a equipe. Já Alonso, com a cara mais cínica do mundo, ainda perguntou o que houve com o brasileiro.

Em 2002, ainda que não se justifique tal atitude, Schumacher era líder do campeonato e a equipe queria garantir o título o quanto antes. Mas aqueles quatro pontos não fariam diferença alguma no fim. Agora, Alonso está em quinto lugar, mais de 30 pontos atrás de Hamilton. E os carros da Ferrari não parecem que vão dar uma arrancada nas oito corridas finais. Ou seja, uma atitude só pra mostrar quem manda na equipe e desmoralizar o brasileiro. E que esportividade não é o forte da casa de Maranello.

Tatiana Furtado

0 comentários:

Postar um comentário