Share |

GP da Turquia e o jogo de equipe




O GP da Turquia trouxe de volta a velha discussão: jogo de equipe ou cada um por si. Como fã de Fórmula-1, aprovo totalmente a atitude de Vettel em partir para cima do companheiro Mark Webber. Assim como a vontade de Button em ultrapassar Hamilton, ambos da McLaren. Aconteceu que, no primeiro caso, o alemão errou feio, acabou com a própria corrida e prejudicou a do australiano, líder do campeonato. No segundo, a briga entre os ingleses foi mais polida, com menos riscos e mais respeito.

Como diretor de equipe, o certo era proibir as duas brigas pela vitória. No caso da RBR, o prejuízo foi enorme. Webber perdeu a chance de abrir boa vantagem na liderança e Vettel de ficar em segundo, não muito distante do companheiro. Além disso, no Mundial de Construtores, a Red Bull estaria com folga na frente da McLaren. Com o resultado de ontem está um ponto atrás.
No caso da McLaren, o mesmo deveria ter sido feito pensando como dirigente. Mesmo tendo saído tudo bem, o risco de jogar a prova fora foi grande. Ninguém pode negar que a Ferrari sabia como fazer jogo de equipe, ainda que exageradamente nos tempos de Schumacher.

Mas como sou fã e não dirigente, sempre vou torcer pela disputa na pista, algo tão raro nas corridas. Os diretores pensam, é claro, nos milhões que podem ganhar no fim da temporada se a equipe for campeã. Mas aos pilotos só um deles pode levar o número 1 no carro.


Tatiana Furtado
Leia mais

Zico é uma boa?


A torcida do Flamengo está radiante com a realização de um sonho. Zico será diretor executivo do clube até 2012. Outras informações sobre a contratação do maior ídolo da história do clube serão divulgadas na terça-feira, mas sabe-se que o salário do Galinho não será pouco. Estima-se em 300 mil, divididos entre a Olympikus e o banco BMG. Mas será uma boa Zico no Flamengo?

Para o clube é uma ótima. Zico é aparentemente honesto, tem credibilidade, gosta do clube e entende de futebol. Pode fazer um bom trabalho e seu nome pode abrir portas e cofres para a presidente Patricia Amorim. Além disto, a tendência é que muitos jogadores queiram vestir vermelho e preto para pode trabalhar com o Galinho.

Olhando pelo outro lado, o que Zico tem a ganhar? A ganhar mesmo, só um ótimo salário, que acredito que ele não necessite. Mas, ele tem muito a perder. Como jogador, o eterno camisa 10 da gávea tem status de Deus entre os torcedores do clube e se ele fizer um trabalho bom, nunca chegará aos pés do que ele fez com a bola. Um bom exemplo é Roberto Dinamite, maior ídolo do Vasco, que atualmente é presidente do clube, mas tem uma rejeição absurda entre aqueles que gritavam seu nome no Maracanã.

É esperar para ver, mas um golaço da gestão Patricia Amorim, que estava perdida no meio de tantas correntes políticas e sentindo falta de um programa de metas.
Leia mais

Frases do genial e genioso Mourinho


Aqui vão algumas frases do polêmico treinador José Mourinho.

"Peço para que não me considerem arrogante, mas sou campeão europeue acho que sou especial", ao exaltar suas qualidades a chegar no Chelsea.

"Se quisesse um trabalho fácil, teria ficado no Porto: uma magnífica cadeira azul, o troféu da Liga dos Campeões, Deus e, depois de Deus, eu", ao chegar no Chelsea.

"Esta partida é mais importante do que uma final de Copa do Mundo. Times são melhores que seleções, por isso a qualidade será melhor"sobre a importância da decisão da Liga dos Campeões contra o Bayern.

"Minha história como treinador não pode ser comparada com a de Frank Rijkaard. Ele não ganhou nenhum troféu e eu já tenho muitos", sobre o ex-técnico do Barcelona.

"No momento, somos o número um, mas não pelo fato de o time ter muito dinheiro. Se estamos lutando por tantos títulos é graças ao bom trabalho que tenho feito", disse o egocentrico Mourinho.


"Três anos sem título? Estaria desempregado", no Chelsea, Mourinho não perde a chance de ironizar Rafa Benitez, treinador do Liverpool.

"Acho que é um voyeur; ele gosta de observar as outras pessoas. Há pessoas que, quando estão em casa, têm um grande telescópio para ver o que se passa nas outras famílias. Ele fala, fala, fala sobre o Chelsea", sobre Arsène Wenger, treinador do Arsenal.

"Se algum dia fizerem um filme sobre minha vida, acho que George Clooney deveria interpretar o papel. É um excelente ator e minha esposa acredita que ele seria perfeito", afirmou o crítico de cinema Mourinho.

"Mariga tem milhões de neurônios e pode melhorar só treinando com Zanetti, Cambiasso e Materazzi. Se um jogador treina com esses jogadores e não aprende, isto quer dizer que ele só tem um neurônio", alfinetando o atacante Balotelli.

"Só o Real Madrid poderia me fazer deixar o clube após dois anos de um trabalho incrível. Se eu for, será um avanço e mudarei de clube com a consciência tranquila ", sobre a ida pro Ral Madrid.

"Estudei italiano cinco horas por dia durante vários meses para assegurar que poderia me comunicar com os jogadores, a imprensa e os torcedores. Ranieri esteve cinco anos na Inglaterra e, apesar disso, tem dificuldade em dizer bom dia e boa tarde. Ganhou uma competição menor. Nunca ganhou uma competição importante. Talvez precise mudar sua mentalidade, mas é muito velho para fazer isso", sobre o técnico Claudio Ranieri.

"Foi a derrota mais bonita da minha da vida. Fizemos uma partida espetacular em nível de organização e de defesa. Fomos uma equipe de heróis. Deixamos nosso sangue aqui", sobre a derrota para o Barcelona.

"Talvez quando tiver 60 anos, 20 anos treinando na mesma liga e o respeito de todo o mundo, tenha o poder necessário para falar com todos e fazê-los tremer um pouco", sobre sir Alex Ferguson.

"Todos esperam que o Chelsea deixe de ganhar todas as partidas. Quando perdermos, o país terá uma festa nacional", sobre a sequência invicta do Chelsea.

"Vi os seus jogadores e o seu treinador darem uma volta olímpica, depois de perderem para nós na sua última partida em casa. Em Portugal, se fizéssemos isso, jogariam garrafas em nós", Mourinho sobre o Manchester United no final da temporada 2003/04.

"O Barcelona tem um grande clube, mas em 200 anos de história só ganhou uma Liga dos Campeões. Sou treinador há poucos anos e ganhei o mesmo número que eles de Ligas dos Campeões", comentário sobre o Barcelona durante a temporada 2005/06.

"Eu não lembro que eu, em nenhuma das minhas equipes, depois de uma derrota, tenha impedido os rivais de festejar no campo. Não lembro de ter obrigado o adversário a tomar um banho", a Inter perdeu por 1 a 0 para o Barcelona no Camp Nou, mas se classificou para a final da Liga dos Campeões. No fim do jogo, sistema de irrigação do estádio foi ligado, enquanto atletas do time italiano comemoravam.

Do site Uol
Leia mais

Inter e Mourinho campeões


Não teve para ninguém. O Internazionale de Milão usou e abusou de sua forte defesa e contra-ataque mortais para vencer o Bayern de Munique por 2 a 0, em um diea inspiradíssimo do argentino Diego Milito.

O time alemão é muito bom e foi muito mais longe do que esperava. Já a equipe de Milão provocou que o técnico português é tão bom quanto marrento. Ele soube armar a equipe de acordo com as peças que tinha e sobrou na turma. E venceu merecidamente.

Não concordo com os que falam que o Barcelona parou na retranca italiana. A retranca só se deu porque Thiago Motta foi(injustamente) expulso no primeiro tempo e Mourinho conseguiu tirar a maior arma do time catalão:a defesa.

Depois de ser campeão italiano, da Copa da Itália e da Liga dos Campeões, Mourinho já disse que não tem mais motivações em ficar no Inter, pois já ganhou tudo. O próximo desafio do português deve ser reerguer o galático Real Madrid. Alguém duvida que ele é o homem certo para isso?
Rodrigo Stafford
Leia mais

O Sheik é uma boa para o Fla?


Algumas semanas atrás, o atacante Emerson, do Al Ain, publicou em seu Twitter a vontade de voltar ao futebol brasileiro. E mais. Falou da sua vontade de regressar ao Flamengo, clube pelo qual tinha jogado antes de receber uma proposta do mundo árabe, que lhe rende mais de 900 mil reais mensais, fora mimos como carros e jóias por boas atuações.

Primeiramente, a presidente Patricia Amorim disse que o jogador não interessava ao clube. Perto de perder Adriano e Vágner Love e sabendo que o São Paulo e o Fluminese haviam feito propostas pelo jogador, Patricia recuou e abriu negociações com o Sheik.

Mas, aos 31 anos, Emerson é uma boa para o Flamengo? Diria mais do que boa, uma ótima. Jogador raçudo, inteligente, Emerson seria um grande reforço para qulquer time brasileiro. Ainda mais para o Rubro-Negro, time de coração do jogador, que é adorado pela torcida.

Só para lembrar, quando chegou de graça ao Fla em 2009, Emerson tinha um contrato de risco, que com boas atuações foi renovado. Com sua ida para o Al Ain, o clube ainda recebeu 4,3 milhões de reais. Agora resta esperar se a presidente se empenhará ou não nesta contratação.

Rodrigo Stafford
Leia mais

Estilo Joel vai longe?


Desde que Joel Santana chegou ao Botafogo o time ganhou uma cara. Pode não ser do gosto de todos, mas ganhou. O alvinegro ganhou o campeonato carioca, empatou com o badalado Santos, venceu o São Paulo (um pouco desfalcado), no Morumbi, depois de 15 anos e despachou o Goiás, lanterna do Brasileiro. Hoje, tenta manter a boa sequência contra o Cruzeiro, no Mineirão. Será fogo de palha?

A resposta só teremos depois da Copa, pois só faltam mais quatro rodadas até a paradinha. Mas com as contratações a caminho não acredito que o fogo se queimará rapidamente. Também não considero o esquema chuveirão do Joel com fôlego para 38 jogos. A chama deve abrandar pelo meio do caminho e ficar na zona da Sul-Americana. Nada de sofrimento pelo risco de rebaixamento.

O time se mostra razoável, com laterais ainda deficientes e zaga pouco confiável. O meio-campo ganha bastante se Maicosuel realmente chegar. O ataque vai na raça de Loco Abreu e Herrera. Caio ainda é promessa, não craque. Lucio Flavio, o camisa 10 apagado de sempre.

Mas posso queimar a língua...

Tatiana Furtado

Leia mais

Placar Chutômetro


Placar Chutômetro de hoje, dia 26.05.2010.
Tatiana

Vitória 1 x 1 Atlético-MG
Grêmio 3 x 0 Avaí (5+2)
Fla 2 x 2 Flu
São Paulo 1 x 0 Palmeiras (5+2)
Cruzeiro 0 x 0 Botafogo
Santos 4 x 2 Guarani (2)
Prudente 1 x 2 Corinthians



Rodrigo

Vitória 2 x 1 Atlético-MG (2)
Grêmio 2 x 1 Avaí (2)
Fla 0 x 2 Flu (2)
São Paulo 1 x 2 Palmeiras
Cruzeiro 2 x 0 Botafogo (2)
Santos 4 x 1 Guarani (2)
Prudente 1 x 1 Corinthians (2)


Rodrigo 71 x 69 Tatiana
Leia mais

Adriano e Flamengo: separação foi o melhor para os dois



A relação de Adriano com o Flamengo acabou. O contrato do atacante termina dia 30 e só falta oficializar a sua volta para a Itália, desta vez para o Roma. Os dois fizeram certo ao não tentar a renovação? Para mim sim. O fim do Império do Amor, com a saída do Imperador, foi como o fim de um namoro. Ambos tentaram acertar os ponteiros, mas já estavam esgotadas todas as tentativas.

Em pouco mais de um ano de relação, momentos inesquecíveis para todos. Um Adriano triste disse ter reencontrado a alegria ao lado do Flamengo. Clube e torcida também encontraram a felicidade nos seus gols que levaram ao hexacampeonato, que poucos acreditavam. Ao todo, foram 48 jogos e 34 gols. Artilheiro do campeonato. Amor eterno.

Mas o fim começou a se anunciar após a lua-de-mel do título. O Imperador já não se mostrava tão comprometido com o relacionamento. As escapulidas do artilheiro passaram por vista grossa e foram aceitas tanto pelo clube quanto pela torcida, enquanto os gols saíam. Mas na hora em que todos precisavam estar juntos, pela Libertadores, o atacante preferiu as festas, quis dar um tempo e deu mais atenção a outros amigos.


O desgaste foi ficando mais evidente. O Flamengo, finalmente, tentou cobrar do atacante. Mas já era tarde. Até para Dunga tinha sido a gota d´água. O clube ainda assim o apoiou, ficou do seu lado em mais um momento difícil, o perdoou como sempre. Tentaram pela última vez contra o Universidad de Chile. Adriano treinou forte, esforçou-se, quis agarrar a última chance. Não havia mais jeito: um já não fazia tão bem ao outro, a separação era o melhor. O gosto que ficou em Santiago foi a da noite de despedida, com um gol, o passe para outro e o fim de um sonho.

Os torcedores ainda estão magoados. Mas com o tempo a mágoa passará e ficarão somente as lembranças do título brasileiro depois de 17 anos. Agora, cada um deve seguir em frente.



Tatiana Furtado
Leia mais

Muricy e Flu: Quando o casamento vai começar a dar certo


Já são cinco jogos de Muricy Ramalho no comando do Fluminense. Quatro derrotas e uma vitória sobre o time misto do Atlético-Go por 1 a 0. O time não engrena e nem deve fazê-lo tão cedo. O time, sem os reforços pedidos é fraco, ainda mais quando o artilheiro Fred está machucado (algo um tanto quanto frequente).

O treinador tricolor terá dois grandes trunfos para fazer do Flu, um dos favoritos ao título brasileiro: reforços e tempo para treinar. No quesito contratações, a equipe das Laranjeiras está tentando Edinho (Palmeiras), Magno Alves (Umm-Salal) , Araújo (Al Gharafa), Deco (Chelsea) e Cléber Santana (São Paulo). Além de ter fechado com Andre Luis (São Paulo). Se conseguir terá uma equipe fortíssima. Quanto ao tempo, a parada para a Copa do Mundo parece ter caído do céu, para que Muricy dê seu toque pessoal ao time.

Na minha opinião, Fluminense de Muricy só embala depois da Copa, isso se a diretoria e a patrocinadora não resolverem demitir o treinador antes.

Rodrigo Stafford
Leia mais

O cobiçado Abel Braga


A cada treinador demitido no Brasil, um nome sempre encabeça a lista de favoritos: Abel Braga. O treinador, atualmente no Al Jazira, dos Emirados Árabes, traz na lembrança o título mundial com o Internacional de 2006.

Os rumores dizem que ele estaria insatisfeito no mundo árabe e com saudades do feijão brasileiro. No entanto, Abel tem mais um ano de contrato e a multa rescisória é de dois milhões de euros, o que faz Flamengo, Vasco e Palmeiras recuarem.

Abel é um bom treinador, mas nada de extraordinário. Sabe como poucos motivar um time, mas deixa a desejar na parte tática. Vale lembrar que o título mundial foi conquistado com uma base formada por Muricy Ramalho, um ano antes.

Para os que querem Abelão, terão que aguardar 2011.
Rodrigo Stafford
Leia mais

Final da Copa do Brasil: barbada





Não é falta de respeito, nem soberba dos santistas que já comemoram o título da Copa do Brasil. Simplesmente não dá para o Vitória vencer o time do Santos. Ainda mais sendo o primeiro jogo em São Paulo, seja na Vila Belmiro ou no Pacaembu. Por mais que se use todos os clichês do futebol, como "caixinha de surpresas", "em campo são 11 contra 11", "não há mais bobo no futebol", não vai dar para os baianos. Os meninos da Vila são favoritíssimos e basta fazerem o que sabem em campo. Levam fácil a taça.


E levam com muita justiça. A equipe passeou nas primeiras fases. Venceu o Naviraiense por 1 a 0 fora de casa e aplicou uma das maiores goleadas da competição com 10 a 0 na Vila. Em seguida, 4 a 0 no Remo e nem precisou do jogo da falta. Nas oitavas, um 8 a 1 em casa sobre o Guarani que permitiu levar os reservas no Brinco de Ouro. Derrota por 3 a 2, que nada abalou. Quando chegou os confrontos com os grandes, não abriu mão dos gols, mesmo que levasse muitos. Perdeu no campo adversário para Atlético-MG e Grêmio por 3 a2. Sob os olhos da sua torcida, dois 3 a 1, em grande estilo. O jogo duro com os mineiros e os gaúchos só valoriza a campanha.


Adendo: o time do Santos favoritíssimo é o que vemos hoje, com Neymar, Ganso, Robinho, André, Wesley e cia. Resta saber se eles ainda estarão na equipe depois da Copa quando as finais serão realizadas.


Tatiana Furtado
Leia mais

Os segredos do Ceará




Depois de 16 anos fora da elite nacional, o Ceará voltou à Primeira Divisão após ficar em terceiro lugar na Série B de 2009. Quem olha, logo pensa: forte candidato a voltar para Segundona. Não dá para ter bola de cristal após a terceira rodada do Brasileiro, mas a equipe cearense não chegou ao principal campeonato à toa e nem pretende sair tão rápido.Nas duas primeiras rodadas, venceu o Fluminense em casa e empatou com o Santos, na Vila Belmiro. Já começou fazendo bonito.

Mesmo com poucos recursos, o clube tem procurado se estruturar - o tão falado planejamento e profissionalismo, que a longo prazo realmente dá resultado. Possui sala de musculação, fisioterapia, odontologia e está em busca de um CT. E conta com alguns mecenas nas contratações mais caras.

À beira do campo, conta com o experiente técnico PC Gusmão, que já passou por Flamengo, Cruzeiro, entre outros. De estilo controverso, o treinador conseguiu trazer o Vovô de volta à Primeira e foi a grande aposta da diretoria que abriu o bolso para renovar. Dentro dele, nomes conhecidos dos cariocas, como os atacantes Tony e Schwenk, ambos ex-Botafogo, e Erick Flores, ex-Flamengo. Não é um timaço, mas também não me parece ser um saco de pancadas. Uma honrosa 15ª posição deve ser o seu lugar.

Tatiana Furtado
Leia mais

Placar chutômetro





Mais uma rodada de Copa do Brasil e Libertadores e continuamos os nossos palpites:

Tatiana

Santos 3 a 1 Grêmio - Santos (10)
Vitória 1 a 1 Atlético-GO - Atlético (0)
São Paulo 2 a 1 Cruzeiro - São Paulo (5+2)

Rodrigo

Santos 3 a 2 Grêmio - Santos (5+2)
Vitória 0 a 0 Atlético-GO - Atlético (0)
São Paulo 2 a 2 Cruzeiro - São Paulo (5)
Placar e Classificado: 10 pontos
Só placar: 5 pontos
Só classificado (quando houver):5 pontos
Vencedor: 2 pontos
Rodrigo 59 x 53 Tatiana
Leia mais

Quem vai e quem fica após a Copa?



Após a Copa do Mundo, o Campeonato Brasileiro começa de verdade e a Copa do Brasil e a Libteradores serão decididas. E, neste período, muitos times podem perder seus principais jogadores durante a janela de transferências internacional. Como sempre, o dinheiro fala mais alto e os craques e promessas vão para a Europa ou para o mundo árabe.

O time do Santos, por exemplo, pode perder seu trio ofensivo. Robinho, cujo contrato termina dia 4 de agosto, pode fazer seu último jogo pela equipe santista nesse dia, se for à final da Copa do Brasil. Para mantê-lo no Brasil, a diretoria terá de fazer a chamada engenharia financeira. Mas uma boa Copa do Mundo deve abrir novamente o futebol europeu para ele. Os meninos Ganso e Neymar continuam cobiçadíssimos e é difícil o Santos resistir a tantas propostas. Ganso interessa ao Juventus e Neymar ao Real Madrid. Só ficam caso investidores apliquem dinheiro no clube.


O Flamengo periga ficar sem ataque. O contrato de Adriano acaba este mês e o Roma confirmou interesse no jogador. Mas como está em baixa no mercado, pode ser uma renovação mais fácil. Isso se ele ainda quiser jo
gar futebol. Já Vágner Love, cujo empréstimo ao CSKA acaba dia 10 de julho, vai ter que se valer da sua vontade. A presidente Patrícia Amorim se apega a isso para que ele fique, pois a negociação com o clube russo será difícil.

O Vasco é outro que luta para manter Carlos Alberto e P
hillipe Coutinho. O meia tem empréstimo até início de julho e o Werder Bremen não está disposto a prorrogar. Como o comprou por 8,5 milhões de euros, agora quer reaver o investimento e vendê-lo em definitivo. Vai precisar arrumar dinheiro. Coutinho já está vendido ao Inter de Milão, mas o clube carioca tenta um acordo para mantê-lo até dezembro. O técnico do time italiano José Mourinho já disse que não abre mão do jogador.



O Fluminense terá de segurar Conca. O argentino negou qualquer negociação, mas o Porto mostrou interesse. Muricy Ramalho qu sempre quis trabalhar com o jogador vai ter de convencê-lo a ficar.

O meia do Palmeiras Diego Souza já abandonou o clube. Não tem aparecido para treinar depois da crise envolvendo o jogador e a torcida. O Sporting de Lisboa tem interesse.


Dentinho, do Corinthians, é outra revelação que deve seguir para a Europa. O atacante de 21 anos deve ir para o Benfica.


Tatiana Furtado
Leia mais

Simplicidade. A chave do sucesso do Atlético-GO


Qual o segredo do Atlético-GO? Em 2008, a equipe estava na Série C do Brasileiro e dois anos depois, já está na elite do futebol nacional, na semifinal da Copa do Brasil (com boas chances de ir à final).

A fórmula é simples. Investir basicamente em estrutura e manter uma base. Dos jogadores que estavam na Série C, dez ainda estão no clube - Márcio, Gilson, Jairo, Chiquinho, Róbston, Pituca, Aneílson, Wesley, Juninho e Marcão.

Se a estrutura de treinamentos não é faraônica, a do Atlético-GO atinge plenamente as suas necessidades. São três campos, quartos para duas pessoas, sala de fisioterapia e refeitório. No salão de jogos, apenas uma mesa de sinuca para distrair os atletas nas horas vagas.

As aspirações dos goianos são simples, mas reais. A ideia primordial é permanecer na Série A. E com o passar dos anos, ir melhorando na competição.

As vezes a simplicidade pode ser a chave do sucesso.


Rodrigo Stafford
Leia mais

Jogos decisivos da Libertadores




Amanhã começa a rodada decisiva das quartas de final da Libertadores. Quem torce para algum dos brasileiros na competição já deve estar roendo as unhas. Mas na terça-feira, um descanso para os corações. O único jogo é entre Chivas e Libertad. Os mexicanos venceram em casa por 3 a 0 e já podem comemorar a vaga nas semfinais.

Quarta-feira dois jogos envolvendo três brasileiros. No confronto entre São Paulo e Cruzeiro, no Morumbi, os tricolores paulistas não têm muito o que temer. O time venceu por 2 a 0 no Mineirão e tem ampla vantagem. Os cruzeirenses terão de torcer muito para um placar superior a esse, o que acho quase impossível.


No Chile, missão mais difícil ainda do Flamengo. Os rubro-negros estão com o coração na mão desde quarta-feira passada. Derrotar os chilenos, que ainda não perderam na competição, por dois ou mais gols de diferença em Santiago é daqueles resultados heroicos. Não creio pelo que o time tem jogado ultimamente.

Na quinta, o Inter também tem pedreira pela frente. Os colorados terão de empurrar o time com muito pensamento positivo. Mesmo com vantagem do empate, o time gaúcho terá de segurar o Estudiantes em La Plata. A equipe argentina é muito forte sob o comando de Verón. Acredito na classificação argentina.

Tatiana Furtado
Leia mais

O velho Schumacher em ação





Nem tão chata como de costume, nem tão emocionante como dificilmente será. O GP de Mônaco foi razoável. Só isso. Mark Weber mostrou segurança e venceu de ponta a ponta. Alonso fez ótima corrida de recuperação graças ao safety car. Mas o que chamou a atenção na corrida do principado foi a última curva. A atitude do hexacampeão Michael Schumacher mostrou que o alemão está voltando.


Qualquer outro piloto, com um carro mediano nas mãos, na última volta com safety car na pista, estaria mais do que satisfeito com o sétimo lugar e já quase batendo no cinto para sair do cockpit. O alemão não. Atento e com a velha fome de vitória, manteve-se perto o suficiente de Alonso, esperou a saída do carro de segurança e se aproveitando que o espanhol espalhou na curva, deu o bote na hora certa e lhe tomou o sexto lugar.
A manobra foi considerada irregular porque o regulamento não permite ultrapassagem se a última volta foi dada com safety car. É como se houvesse bandeira amarela, mas vimos a luz verde acesa.

Mesmo que tenha sido punido e perdido os pontos com o 12º lugar, o alemão deu mostras de que, longe de disputar o campeonato, continua capaz de dar aula de pilotagem e passar por cima das regras. Ainda que seja em uma única ultrapassagem.


Tatiana Furtado
Leia mais

O Grêmio de Silas


A atuação do Grêmio contra os meninos da Vila pode ter surpreendido alguns. A virada depois de sair derrotado no primeiro tempo por 2 a 0 foi espetacular. Só mostra o belo trabalho que Silas vem fazendo no clube gaúcho. Após a excelente campanha do Avaí no Brasileiro de 2009, o técnico tem demonstrado que não foi para um time grande à toa.

A competência de Silas consiste em ter unido parte do estilo de jogo pegado no meio-campo típico dos gaúchos (ainda acho que o Grêmio bate além da conta) com o talento de jogadores como Douglas, Jonas e Borges. O que tem sido visto nos jogos do time é uma equipe que demonstra a garra característica e o forte poder de marcação, mas que sabe sair com muita qualidade com a bola nos pés. Vide os gols contra o Santos.

Douglas é o cérebro da equipe e distribui o jogo com inteligência. Jonas e Borges conseguiram armar um ataque que se complemente. Um dos candidatos ao título do Brasileiro, sem dúvidas.

Tatiana Furtado
Leia mais

Pontos corridos é o mais justo


Sou a favor do Brasileiro em pontos corridos, acho o mais justo. É campeão quem faz mais pontos. Pronto. Os contrários alegam falta de emoção. Mas 2009 prova que pode ter muita disputa até o fim sim. Claro que não será assim sempre.

O que mais se reclama é da falta de final, de uma decisão. Mas por que terá de ter uma partida decisiva se o primeiro lugar fez 10 pontos a mais que o segundo. Ou, no caso de se pensar em semifinais, está 18 pontos à frente do quarto lugar. O time precisa provar mais o que para ser o melhor?


Jogo final só em caso de empate em número de pontos. Assim seria mais justo do que os critérios por número de vitórias, saldo de gols, gols marcados, cartões amarelos e etc. Improvável, mas imagina o time levar o título porque teve menos expulsões. Sem contar que uma equipe pode perder no número de vitórias e ter tido muito menos derrotas do que o campeão. Tudo porque o empate vale apenas um ponto.


E você, concorda?

Tatiana Furtado
Leia mais

Quem vai lutar pra não cair?


O Brasileirão vai começando e alguns times já se preocupam com quem irá ocupar os quatro últimos lugares da tabela e disputar a Série B de 2011. O campeonato começa com alguns "favoritos".


Os quatro times que subiram, Atlético-GO, Ceará, Guarani e Vasco têm a preocupação em se readaptar à competição e trazer reforços que possam jogar de igual para igual com as outras equipes. A classificação dos goianos para a semifinal da Copa do Brasil pode mostrar que eles estão em um estágio acima de seus companheiros.

O Atlético Paranaense e o Goiás começaram a temporada jogando um péssimo futebol e, se assim continuarem, lutarão na parte de baixo.

Na minha opinião, três times não vão lutar para cair, mas têm que ficar de olho aberto. São Botafogo, Prudente e Vitória. Os times não são tão ruins como os outros seis, mas o elenco é bem fraco.

Se fosse apostar hoje, indicaria Guarani, Atlético Paranaense, Vasco e Ceará. Mas estamos apenas na primeira rodada.

E pra você quem será rebaixado?

Rodrigo Stafford












Rodrigo
Leia mais

Leonardo e Flamengo: união pode funcionar?


Flamengo e Leonardo. A união é quase um sonho dos torcedores. Eles acreditam na competência e na honestidade do jogador que foi campeão brasileiro pelo clube em 1987. O ex-lateral não vai permanecer no Milan e o Rubro-Negro precisa de um gestor de futebol.


O empecilho seria Leonardo querer continuar como treinador na Europa. Ele fez um bom trabalho no Milan, chegou aonde podia chegar. Seu nome vem sido ventilado para substituir Dunga, caso este realmente saia da selação brasileira.


Em contrapartida, caso acerte com o Flamengo, Leonardo fará um choque de gestão. Acabarão os privilégios e o departamento será algo profissional, com fins lucrativos. Tudo que a presidente Patricia Amorim sonha. Mas para isso, terá que tirar Adriano, Love, Pet e bater de frente com a torcida. Vale a pena, mas será que ela fará?
Rodrigo Stafford
Leia mais

Pitacos na seleção

A seleção foi convocada e aí estão os pitacos sobre cada jogador lembrado por Dunga para a Copa do Mundo da África do Sul.

Goleiros:
Julio Cesar - É o melhor goleiro do mundo.

Doni - É um goleiro fraco, inseguro e terceiro arqueiro do Roma. Gratidão não pode ser confundida com competência.

Gomes - Fez grande temporada no Tottenham e mereceu a convocação.

Laterais:
Maicon - Jogador de muita força. É de grande valia tática, mas não é um exímio cruzador

Daniel Alves - Tão bom quanto Maicon. O décimo-segundo jogador da seleção, o grande curinga de Dunga, pode ser aproveitado na esquerda ou no meio.

Michel Bastos - Muita velocidade, pouca marcação. Joga de meia-atacante no Lyon.

Gilberto - Ressurgiu na seleção quando ninguém, nem ele mesmo, achava possível. Não joga de lateral há algum tempo.

Zagueiros:

Lucio - Em belíssima forma, tem arrebentado no Inter de Milão. Zagueiro firme, que sabe sair jogando é um dos pontos altos do time.

Juan - Não está em sua melhor fase, mas conseguiu se recuperar de uma grave lesão. Já mostrou que é um dos melhores zagueiros da seleção.

Luisão - Sempre que Juan não pôde ir, cumpriu bem o papel de reserva.

Thiago Silva - Bom zagueiro. Deve ir à Copa pra pegar experiência.

Volantes:

Gilberto Silva - Pouco talento, mas para o time de Dunga tem a caracteristica que ele gosta para a posição. Está na Copa, menos pelo futebol e mais pela bagagem

Felipe Melo - É homem de confiança de Dunga. Marca bem e tem um passe razoável. É importante no esquema tático da seleção.
Josué - Execrado por imprensa e torcedores. É um jogador nota 7. Trabalha como formiguinha. Dunga tinha opções bem melhores.

Kleberson - Convocação estranha dentro dos critérios de oportunidade, uma vez que atuou poucos minutos. Também vai pela bagagem de 2002.

Ramires - Jogador moderno, dá muita velocidade para a equipe. Fez temporada primorosa no Befica e vai lutar para ser titular.

Meias:

Kaká - É o termômetro e craque do time. Vem de uma má temporada no Real Madrid e a seleção vai depender dele para ir longe na Copa. Não há substitutos convocados para fazer sua função.

Elano - Jogador inteligente taticamente. Se posiciona bem e bate na bola com categoria. Deve ser muito útil na Copa.

Julio Baptista - Jogador importante pela polivalência. Pode ser volante, meia e atacante e é muito forte. Merece a convocação, mas não pode ser reserva de Kaká.

Atacantes:

Robinho - Reencontrou seu futebol no Santos e sempre que solicitado na seleção, dá conta do recado. Vai ter a Copa do Mundo para mostrar que é diferenciado.

Luís Fabiano - É o artilheiro de Dunga e a esperança de gols do Brasil. Mas a incógnita é em que condições chegará à Copa após tantas contusões

Nilmar - Teve altos e baixos pelo Villarreal, mas é um excelente atacante, habilidoso e de velocidade.

Grafite - É um dos destaques do Wolfsburg, mas não tem a categoria necessária para disputar uma Copa do Mundo pelo Brasil.
Rodrigo Stafford e Tatiana Furtado
Leia mais

Gaal x Mourinho, os grandes responsáveis


No próximo dia 22, Bayern de Munique e Inter de Milão decidem qual o melhor time da Europa na temporada 2009/2010.Os treinadores dos dois times chamam a atenção, tanto por sua forma peculiar de trabalhar, quanto pela suas carreiras nos últimos anos. Ambos são os grandes líderes e responsáveis pelo sucesso de suas equipes.

O holandês Louis Van Gaal começou sua carreira no Ajax, quando conquistou o título Mundial em 95. Seu ápice foi o Barcelona, quando colecionou mais compatriotas no time do que títulos, além de brigar com o craque do time, o brasileiro Rivaldo. Foi técnico da Holanda na Copa de 2002. Chegou em 2005 ao modesto AZ, da Holanda e surpreendentemente conseguiu o título holandês na temporada passada.

O técnico chegou a Munique e logo no início da temporada provocou uma revolução e mandou embora o capitão Lucio, além de Podolski e Borowski. O time começou periclitante, mas foi crescendo com o passar da temporada e conquistou o campeonato alemão. Na Liga dos Campeões, o Bayern teve como grandes façanhas eliminar o Manchester United e o Lyon.



O português José Mourinho é o rei da polêmica. Ele bate boca com companheiros árbitros e jogadores e, sem nenhuma modesta, se acha o melhor treinador do mundo. Mourinho foi auxiliar técnico de Van Gaal no Barcelona e sempre foi um estudioso da bola.
- Suas análises eram boas. Pude ver imediatamente que entendia do jogo. O eduquei e lhe mostrei como tinha que fazer sua tarefa porque eu entendo o futebol de maneira diferente de todos os outros treinadores. Adiferença entre nós é que ele treina para ganhar. Eu treino para jogar um futebol atrativo e ganhar. Meu caminho é mais difícil - disse Van Gaal.


Mourinho levou o Porto, em 2004 ao título europeu. Foi para o Chelsea e apesar de não conseguir ganhar um título europeu, venceu duas vezes a Premiére League, tirando o time inglês de uma fila de 50 anos. Foi para a Inter de Milão e conquistou o campeonato italiano na temporada passada. Este ano, na Liga dos campeões, Special One, como é chamado derrubou os favoritos Chelsea e Barcelona no mata-mata.
Em quem você aposta? Aposto todas minhas fichas em Mourinho, um técnico mais competente e com melhor elenco que Van Gaal. Mas em um jogo apenas, tudo pode acontecer.

Rodrigo Stafford

Leia mais

Placar chutômetro


Os palpites do dia na Copa do Brasil e Libertadores

Tatiana
Flamengo 2 x 0 Universidad de Chile 0
Cruzeiro 3 x 1 São Paulo 0
Grêmio 2 x 2 Santos 0
Atlético-GO 2 x 0 Vitória 2

Rodrigo
Flamengo 2 x 0 Universidad de Chile 0
Cruzeiro 2 x 1 São Paulo 0
Grêmio 3 x 1 Santos 2
Atlético-GO 1 x 0 Vitória 5+2
Rodrigo 47 x 36 Tatiana

Leia mais

Os escolhidos


Chegou a hora e os escolhidos de Dunga são:
Goleiros:
Julio César (Inter de Milão), Gomes (Tottenham), Doni (Roma)
Laterais:
Maicon (Inter de Milão), Daniel Alves (Barcelona), Michel Bastos (Lyon), Gilberto (Cruzeiro)
Zagueiros:
Lúcio (Inter de Milão), Juan (Roma), Luisão (Benfica), Thiago Silva (Milan)
Meias:
Felipe Melo (Juventus), Gilberto Silva (Panathinaikos), Ramires (Benfica), Elano (Galatasaray), Kaká (Real Madrid), Josué (Wolfsburg), Julio Baptista (Roma), Kleberson (Flamengo)
Atacantes:

Robinho (Santos), Luis Fabiano (Sevilla), Nilmar (Villarreal), Grafite (Wolfsburg)
Leia mais

Alonso x Massa: o espanhol vai dar um passeio no brasileiro




A Fórmula 1 chegou à Europa e pouca coisa mudou. Corridas chatas sem chuva, Button mostrando regularidade para manter a liderança e os carros da Red Bull dando passeio nas pistas. O que há de novo? Fernando Alonso se afirmando como o número um da Ferrari, mesmo sem um grande carro nas mãos. Já Felipe Massa vai ter de correr muito atrás do espanhol e dificilmente vai alcançá-lo.

Depois de cinco GPs, o espanhol está em segundo - contou bastante com a sorte em algumas corridas, inclusive na única vitória -, a apenas três pontos do líder Button. Mas como dizem, a sorte segue os campeões e os competentes. E o espanhol já mostrou duas vezes que tem muita.

Se vai brigar pelo título, tudo depende de a Ferrari melhorar bastante o monoposto. Mas a briga interna com Massa, vai levar sem dificuldades. O brasileiro está com 49 pontos contra 67 do espanhol. Falta muita competição, é claro. Mas Felipe não tem conseguido acertar seu carro e nem tem sido o piloto agressivo de costume. A pergunta é se o acidente tirou um pouco da sua segurança ou o espanhol bicampeão foi o responsável por isso.


Tatiana Furtado
Leia mais

A importância de Dorival Júnior para o Santos





Técnico não ganha jogo, afirma a própria classe. E estão cobertos de razão. Treinador não joga, não bate pênalti, não faz falta, nem pode conter o impoderável de uma partida de futebol. Mas pode ajudar um pouco sim. Dorival Júnior, do Santos, é um destes exemplos. Pegou um time de promessas, juntou um pouco de experiência e contou com a volta de Robinho - que só ganhou com a velocidade e o toque rápido dos meninos.


Mas o mérito maior foi deixá-los jogar do jeito que sabem e deixá-los jogar apesar da pouca idade. Sem podá-los para adaptação a alguma tática. Usou a tática a favor deles. Montou o time em razão deles. O que se vê é um time bem treinado, que com a bola nos pés sabe exatamente onde encontrar o companheiro. Muitos ensaios que só dão certo por causa do talento. O segundo gol de Neymar contra o Santo André, com passe de letra de Ganso, exemplifica bem.

Espera-se que Dorival prefira continuar à sombra dos moleques e não tente inventar. Como deixar o time mais forte na marcação, se isso implicar em perder a força do ataque. Hoje é tido como bom técnico justamente por não querer aparecer mais do que quem realmente decide.


Tatiana Furtado
Leia mais

Seleções Futeblogeando


Daqui a pouco, o técnico Dunga divulgará os 23 nomes que representarão o Brasil na Copa do Mundo. Como todos, eu e Tatiana temos nossas listas. Para quem quer saber, a da Tatiana vai em preto e a minha em vermelho. Eis os "convocados".

Goleiros

Julio Cesar, Victor e Hélton
Julio Cesar, Marcos e Victor

Laterais

Maicon, Daniel Alves, Michel Bastos e Gilberto
Maicon, Daniel Alves, Roberto Carlos e Marcelo

Zagueiros

Lucio, Juan, Luisão e Miranda
Lucio, Juan, Luisão e Thiago Silva
Meias

Josué, Ramires, Felipe Melo, Elano, Julio Baptista, Ronaldinho Gaúcho, Kaká e Ganso
Gilberto Silva, Ramires, Felipe Melo, Elano, Julio Baptista, Ronaldinho Gaúcho, Kaká e Denilson (Arsenal)

Atacantes

Luis Fabiano, Robinho, Nilmar e Neymar
Luis Fabiano, Robinho, Nilmar e Adriano
Leia mais

Comemorar ou não. Eis a questão




Desde que teve sua vida pessoal publicada pelos jornais, Adriano parou de comemorar seus gols. Mandou recado em camiseta ("Que Deus perdoe essas pessoas ruins") no jogo contra o Vasco, mas não vibrou com o gol de pênalti que deu a vitória ao rubro-negro. Contra o Corinthians, no Maracanã, fez o da vitória, esboçou a comemoração e se conteve. Deve ter pensado: vocês não merecem, me xingaram durante o jogo.


Mas quem Adriano tenta punir com tal comportamento. A imprensa, que noticia suas faltas e indisciplinas? A torcida, que fez coro, bandeira e basta ele voltar a ser decisivo e tudo será esquecido? Parece que o atacante não se recorda dos seus tempo de arquibancada quando também xingou muitos ídolos e os perdoou quando estes davam a vitória ao Flamengo.

Além disso, pune a si mesmo. Afinal, a comemoração do gol é tão pessoal quanto jogar para a torcida. O que ele faz é coisa de menino mimado, de cara emburrada, batendo o pé até conseguir o que quer.


Tatiana Furtado
Leia mais

O que o Rio quer no Brasileiro?


Vai começar o Campeonato Brasileiro. Vinte times, 380 jogos e apenas um campeão. Mas o que podemos esperar dos times cariocas no torneio? Será que dá para acreditar? É difícil, mas não impossível, vamos aos prognósticos.

Flamengo

É o atual campeão brasileiro, mas uma grande incógnita. Pode perder seu poderoso ataque (Vagner Love e Adriano) para o futebol europeu. Com a classificação na Libertadores consegue calma em um ambiente que estava muito conturbado. É um time que terá que esperar a janela de transferências do futebol europeu para se reforçar, mas deverá perder jogadores.

Fluminense

Apostou suas fichas em Muricy Ramalho, o que é ótimo. Vem tentando nomes de peso como Riquelme, Araújo, Tinga e Fernandão, mas naufragando. Com o olho clínico de Muricy para contratações, pode ir longe no Brasileirão, ainda mais por conta da dupla Conca e Fred. Luta pela Libertadores.

Botafogo

O merecido título estadual engana. O time é fraco e precisa urgentemente de contratações. Joel Santana soube usar a grande arma da equipe (jogo aéreo), mas só isso para o Campeonato Brasileiro não dá. Com este elenco, deve ficar do meio pra baixo na tabela e conseguir vaga na Sul-Americana.

Vasco

Voltando a Série, após belíssima campanha na Série B no ano passado, o Vasco tem problemas. time já é fraco e pode perder as estrelas Carlos Alberto e Philippe Coutinho. A chegada de Zé Roberto não seria suficiente para compensar estas perdas. A equipe precisa de reforços na zaga, laterais e ataque. Deve lutar contra o rebaixamento.
Leia mais

Pontapé do Brasileirão 2010




A 40ª edição do Campeonato Brasileiro - nome que já variou muito desde 1971 - começa hoje à tarde um pouco esvaziada. Não seria diferente em ano de Copa do Mundo. Ninguém, desde torcedores a dirigentes, está muito preocupado com a competição nacional agora. Tanto que o troca-troca de jogadores, as grandes contratações, os chamados reforços, tudo o que movimenta as vésperas do campeonato anda bem devagar. Como serão apenas sete rodadas até 6 de junho, paralisação de mais de um mês, parece que as coisas ficarão realmente para depois do Mundial.


Pena a pouca atenção ao Brasileirão porque haverá grandes jogos neste início. A começar pela primeira rodada. Hoje, no Engenhão, por exemplo, veremos a troca de faixas entre Botafogo e Santos. Veremos também o badalado time dos meninos da Vila, talento com bola nos pés e que desponta a candidato ao título, contra o chuveirinho da equipe de Joel Santana. Santos favorito para o jogo.

Amanhã, um clássico logo de cara. E clássico de campeões: os dois hexacampeões brasileiros frente à frente no Maracanã (não haverá asterisco ao fim do post sobre os seis títulos do Flamengo. Se a Fátima Bernardes disse no Jornal Nacional que era o embate dos hexas, eu também posso). Ambos pensam ou pensaram mais na Libertadores do que no Brasileiro. Mas ele chegou. E terão que fazer bonito para as suas torcidas. Mas, como virou rotina nos dois clubes, vão começar em câmera lenta e acordar só depois do segundo turno.

O fim de semana também marca o retorno do Vasco à elite nacional. Que pode durar pouco se o time não se reforçar bastante. E começa com parada difícil: o Atlético-MG, no Mineirão. Além dele, Guarani, Atlético-GO e Ceará darão duro para continuar na Primeira Divisão.

Prognósticos mais detalhados? Vamos deixar para depois da Copa também.


Tatiana Furtado
Leia mais

A última rodada do inglês


Falta uma rodada para acabar o campeonato inglês e já está quase tudo decidido. Rebaixados, classificados para a Liga dos Campeões...Só falta o principal. Quem será o campeão? Chelsea ou Manchester United.

Os dois times monopolizam os títulos da Premiere League desde a temporada 2003/2004, quando o Arsenal foi campeão. O Chelsea venceu 2004/05 e 2005/06 e o Manchester as últimas três edições. Para o time azul, a missão é mais fácil. Com 83 pontos, o time de Carlo Ancelotti só precisa vencer o Wigan, em casa. O Manchester, com 82, encara o Stoke, em casa, precisando de um tropeço do Chelsea. Sinceramente, não acredito que o Chelsea deixe escapar este título.

Hull, Portsmouth e Burnley estão rebaixados. Newcastle e West Brown já estão garantidos na próxima Premiere League, enquanto, Nottingham Forest, Cardiff, Leicester e Blackpool disputam uma vaga, nos playoffs.

Na Liga dos Campeões, além de Manchester United e Chelsea, Arsenal e Tottenham estão garantidos. As grandes decepções foram o milionário Manchester City, que deve conseguir apenas um quinto lugar e uma vaga na liga da Europa (antiga UEFA) e o Liverpool, que em sétimo lugar, torce por um tropeço do Aston Villa para conseguir uma vaguinha também na pobre liga da Europa.
Rodrigo Stafford

Leia mais

Copa do Brasil: dará zebra?




Como sempre, a Copa do Brasil reserva uma surpresa. Já vimos Santo André, Paulista, Figueirense, Juventude chegarem à final. Só para ficar nos casos mais recentes. Agora é a vez do Atlético-GO, que subiu para a Série A no fim do ano passado, ser o azarão da vez. Graças ao goleiro Márcio, que decidiu na cobrança dos pênaltis contra o Palmeiras - seus jogadores cobraram muito mal, diga-se de passagem. Na semifinal, pegará o Vitória. Confronto sem favoritos, por isso a zebra aparecer na final em julho não será difícil.

Na outra semifinal, o clichê inevitável da final antecipada entre Grêmio e Santos. Os meninos da Vila continuam gastando a bola, mas não terão facilidade diante dos gaúchos. O time de Silas sabe parar as jogadas como ninguém (com faltas, é claro), prender o jogo no meio-campo e tem qualidade na armação e no ataque. Além disso, a defesa do Santos não é lá essas coisas e tomar gol em casa é o principal risco que o time de Dorival Júnior correrá. Aposto na equipe paulista. Ou melhor, torço pelos paulistas.


Goiás, Bahia, Rio Grande do Sul e São Paulo. Desta vez, o Rio não chegou nem nas semifinais. O Fluminense tinha missão quase impossível como ficou provado ontem. O time não ameaçou de fato o Grêmio nenhum vez. Já o Vasco foi guerreiro, lutou, buscou o resultado, mas não deu. E a arbitragem prejudicou bastante ao não expulsar o goleiro Viáfara no pênalti sobre Élton. Reclamação justa dos vascaínos, que fizeram o placar mesmo com um a menos.


Minha aposta na final: Santos e Atlético-GO, com os paulistas campeões.

Tatiana Furtado
Leia mais

Ganso: decidido ou insubordinado?


Muitos amigos vieram comentar o ato de Paulo Henrique Ganso, do Santos, na final do campeonato paulista contra o Santo André. Ao ver que seria substituído, o jogador virou para o técnico Dorival Junior e disse que não iria sair. O treinador compreendeu o gesto, não tirou o jogador e ainda disse "que foi coisa de macho".


Vamos por partes:


1. Ganso jogou demais no domingo. Atuação digna de craque que pode ir à Copa.

2. Dorival iria fazer uma grande bobagem ao tirar o jogador. Com dois a menos, Ganso era o único que prendia a bola.

3. Coisa de macho nada. Insubordinação. Se o comandante manda, ele pode até argumentar, mas tem de acatar a ordem, por mais que esteja correto em seus argumentos.

4. Se Dunga o tirasse no meio de um jogo da Copa do Mundo, ele diria que não iria sair?

5. Por último, se o caso fosse com Adriano e no Flamengo, seria um jogador decidido ou insuborbinado?


Rodrigo Stafford


colaborou: Pedro Henrique de Mendonça
Leia mais

Placar chutômetro


A partir de hoje, todas as quartas-feiras eu e Tatiana vamos chutar os placares dos jogos da rodada e faremos uma pequena disputa interna. Eis os palpites.

Tatiana
Vasco 2 x 0 Vitória (dá Vasco) 2
Atlético-GO 2 x 1 Palmeiras 2
Santos 4 x 2 Atlético-MG 5+2
Nacional 0 x 2 Cruzeiro 5+2
Grêmio 3 x 1 Fluminense 5+2
Corinthians 2 x 0 Flamengo 2
Estudiantes 3 x 0 San Luis 5+2

Rodrigo
Vasco 2 x 1 Vitória 5+2
Atlético-GO 2 x 1 Palmeiras 2
Santos 3 x 2 Atlético-MG (dá Atlético) 2
Nacional 2 x 1 Cruzeiro 5
Grêmio 3 x 1 Fluminense 5+2
Corinthians 1 x 1 Flamengo 5
Estudiantes 3 x 1 San Luis 10
Placar e Classificado: 10 pontos
Só placar: 5 pontos
Só classificado (quando houver):5 pontos
Vencedor: 2 pontos
Rodrigo 38 x 34 Tatiana
Leia mais

Temporada de rumores



Começou a temporada do disse e me disse no futebol. Com o término da temporada européia, o mercado da bola está fervendo e acaba atingindo os times brasileiros.

O Juventus prepara um pacotão do Liverpool com o zagueiro Skrtel, o volante Mascherano e os atacantes Kuyt e Fernando Torres, além do técnico Rafa Benítez. O time inglês sonha com Raul, do Real Madrid.

O time de Madrid, mais uma vez, deve vir forte nas contratações. Fala-se em Rooney, Aguero e Neymar. O Barcelona pode trocar Puyol pelo zagueiro Taylor, do Newcastle. Além disto, Henry deve ir embora. O Chelsea quer Pato, Neymar e Aguero. E o City quer Ronaldinho Gaúcho.

No futebol brasileiro, o Flamengo pode perder Adriano para o Roma e Love para o Hamburgo. O Corinthians deve perder Jucilei, Elias e Dentinho. Em São Januário, Carlos Alberto e Philippe Coutinho devem ir embora.

E o mercado só está começando...

Rodrigo Stafford
Leia mais

Interinos: solução boa e barata?




Com os cofres combalidos, todos os grandes do Rio em algum momento adotaram a solução mais barata em tempos de aperto: ténico demitido, interino promovido. A bola da vez é Rogério Lourenço, do Flamengo. Que, por acaso, assumiu no lugar de Andrade, ex-interino que virou fixo e ganhou o hexacampeonato. Sem se esquecer de Carlinhos, eterno interino do rubro-negro e campeão muitas vezes, inclusive brasileiro.


Pelo visto, a diretoria rubro-negra vai deixar o barco correr e ver no que dá. Se passar pelo Corinthians e seguir na Libertadores, Lourenço ficará até onde o Flamengo conseguir ir (lembrando que a competição para após as quartas de final). Como o Brasileiro começa no fim de semana e para no início de junho, treinador novo só para depois da Copa.

O Vasco deve ir pelo mesmo caminho. Mancini caiu, Gaúcho entrou. E foi ficando. Os resultados não são tão bons. Perdeu a semifinal para o Flamengo, vai aos trancos e barrancos na Copa do Brasil. Mas nem mesmo a possível eliminação em casa diante do Vitória é garantia de mudanças. Dinamite deve seguir a cartilha da Gávea e pensar só para o pós-Copa.


No Flu, como o alvo era Muricy há algum tempo, o técnico da base Mário Marques tinha prazo de validade. O time começará o Brasileiro com técnico novo, que poderá planejar e trabalhar a equipe. Se vai dar certo, ninguém sabe, mas já é um passo.


Será que vale a pena manter um interino, que pode ir bem por um tempo e depois ficar difícil demiti-lo?

Tatiana Furtado
Leia mais

Estadual? O São Paulo nem liga



O São Paulo é mesmo um clube diferente no Brasil. Pensa grande. Enquanto no Rio de Janeiro, os quatro clubes grandes trocaram de técnico no primeiro semestre por conta de percalços no Estadual, o time do Morumbi (que foi eliminado pelo Santos na semifinal em um placar agregado de 6 a 2) nem se abalou.

Lógico, que algumas críticas ao técnico Ricardo Gomes foram feitas, mas nada que abalasse a tranquilidade do clube paulista, que não conquista um Estadual desde 2005.

Mas, o São Paulo não está nem aí. Ele concentra suas forças em torneios grandes como Libertadores e campeonato Brasileiro, tanto que, a última vez que disputou a Copa do Brasil foi em 2003.

Clubes grandes têm a obrigação de pensar grande, no entanto, no Brasil, o São Paulo é um exército de um homem só.


Rodrigo Stafford
Leia mais

Tarde demais, Ronaldo



E não é que Ronaldo emagreceu? E bastante! Verdade que para um atleta ele ainda está acima do peso, mas a silhueta melhorou muito nestas três semanas de treinos específicos. O emagrecimento de Ronaldo significa que ele passou os quase 18 meses, que está no Corinthians brincando e não fazendo a menor questão de ser um jogador de futebol profissional.

Só que Ronaldo, agora é tarde demais. Você não vai para a Copa do Mundo. Não conseguirá aumentar seu número de gols em Mundiais, tornando este recorde quase eterno. Pelo contrário, pode perder o título de maior artilheiro de Copas para o mediano alemão Klose.

Tudo isso porque não foi sério. Porque com a bola rolando, ele ainda tem resquícios do jogador que foi chamado de Fenômeno.

Rodrigo Stafford
Leia mais

Neymar é bom de boca fechada



Promessa de craque, com futebol que faz acreditar que já o é, Neymar tem sido perna de pau fora de campo. Moleque ainda, pode ser perdoado pela pouca idade. Mas quem está em volta dele deveria alertá-lo. Em entrevista ao Estadão, o atacante do Santos respondeu o seguinte quando perguntado se sofrera racismo: "Nunca, nem dentro nem fora de campo. Até porque não sou preto, né?"


Não que ele precise levantar bandeiras, lutar contra racismo ou se envolver em questões políticas sobre o assunto. Mas negar o óbvio num país que ainda sofre com preconceito racial - mais social do que racial, na verdade -, é um voto contra. Se ele não se considera negro, o que deve achar de Pelé?


Este não foi o primeiro caso polêmico em que esteve presente. Neymar, com alguns jogadores do Santos, se recusou a entrar num centro espírita para visitar crianças com paralisia cerebral. Alegou que era evangélico. Depois, arrependeu-se ou alguém se arrependeu por ele, e voltou lá. Falta de compaixão.


Pena o garoto ter futebol, mas não ter maturidade.


Tatiana Furtado
Leia mais