Share |

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Andrade vai pagar o pato





Tatiana Furtado

Crise no Flamengo é lugar-comum. Estranho é quando não há problemas no clube em que todos querem mandar. O problema atual envolve a falta de clima entre Pet, os demais jogadores, representando por Bruno, e o técnico Andrade. Entre todos o menos culpado é o treinador. A pressão de parte da torcida é grande pela presença do ídolo em campo, assim como da diretoria que não o quer mais. Num beco sem saída, ele tenta agradar a todo mundo. Não vai conseguir e por isso perderá o cargo.

Tudo tem se tornado ainda maior pelos resultados. Derrota para o Botafogo na final do Carioca e campanha ruim na Libertadores. Porque o problema em si não é novo. No Brasileiro, Andrade já estava nesta sinuca de bico. O time foi campeão com dificuldades de relacionamento, Pet brigando por premiação maior, os outros dizendo que não era o momento. O caldeirão eterno da Gávea.

Mas agora a corda vai arrebentar para o lado mais fraco: Andrade. Injustamente. O time não se encontrou este ano não por culpa dele. Perdeu Airton e Everton, jogadores que se encaixaram bem na equipe. Viveu problemas de contusão, Adriano totalmente descompromissado com o clube, guerra de egos infindável, contratações que não vingaram. Ele pode até não ter conseguido um padrão de jogo, arrumado um meio-campo pouco produtivo e feito substituições erradas (Fierro não dá em hipótese alguma). Vai entrar outro no lugar e tudo continuará igual porque a falta de comando vem de cima, ou vem de muitos.

2 comentários:

Renato disse...

Embora concorde com o teor do texto, discordo de alguns pontos.

Acho que não dar padrão de jogo é motivo para a demissão sim, embora concorde que a diretoria rubro-negra tenha mais culpa que o técnico.
Não acho que o Everton faça falta, mesmo com a má fase do Juan (que luta do início ao fim, diga-se de passagem). Na arrancada final do Brasileiro, ele fez alguns bons jogos na lateral, o que mascara as péssimas atuações anteriores.
Não acho que "Fierro não dá". Por sua movimentação, ele abre espaços na direita para que outros jogadores, como Leo Moura, Vagner Love ou Willians, apareçam sozinhos.
Por falar em Willians, esse tem jogado num nível muito pior que no ano passado, assim como Toró, Pet, Angelim, Alvaro, entre outros.

22 de abril de 2010 13:24
Rodrigo Stafford disse...

Concordo com os argumentos dos problemas internos e descompromisso, mas Andrade tem culpa sim. O time é um bando em campo, não tem mínima organização tática. Além disto, sistemáticamente o treinador mexe muito mal na equipe. Acredito que o treinador é responsável parcialmente pela falta de disciplina do clube, pois sua apatia e falta de posição é clara. E quem não se posiciona, geralmente é engolido.

22 de abril de 2010 13:38

Postar um comentário