Share |

sábado, 20 de março de 2010

Selvageria esquecida


Tatiana Furtado

As cenas de selvageria no fim da partida entre Coritiba e Fluminense, no Couto Pereira, na última rodada do Brasileiro 2009, chocaram a opinião pública. E pareciam ter chocado o STJD também. Tanto que o clube havia sido punido em três artigos com a perda de 60 mandos de campo e multa de R$ 610 mil, no julgamento em dezembro passado.

Mas uma mudança no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que não permite mais o acúmulo de penas, abriu a brecha para defesa. E, com bons advogados, o Coritiba conseguiu convencer que a punição era severa demais. Agora, os paranaenses ficarão fora do seu estádio em 10 jogos da Série B e pagarão somente R$ 100 mil. O clube ainda tentará redução maior.

Realmente a memória do brasileiro é curta e ninguém mais se recorda do campo de guerra em que se transformou o estádio após a queda do Coritiba.Cadeiras, pedras, paus voando na direção de jogadores, árbitros, policiais, com vários feridos. Alguns baderneiros foram identificados e punidos, até onde sabemos. Mas o clube, responsável pela segurança de todos, recebeu a condescendência da Justiça Desportiva.

1 comentários:

Rodrigo disse...

Um absurdo. Só mostra como a lei no Brasil foi feita para não ser cumprida. O Coritiba tinha que tomar um gancho exemplar e o Couto Pereira só reaberto depois de obras padrão Fifa

20 de março de 2010 18:16

Postar um comentário