Share |

quarta-feira, 31 de março de 2010

O que rola nos Estaduais


Tatiana Furtado
É senso comum que os estaduais não servem de parâmetro para o Brasileiro. Quem quiser ir bem no campeonato nacional, não deve se basear nem se enganar com os resultados regionais. Mas uma olhada rápida nas classificações dos 20 clubes que vão disputar a principal competição do país a partir de maio ao menos nos dá uma noção do que está acontecendo.

De todos, o Santos vem encantando com o futebol da garotada. Líder do Paulista com folgas, tem goleado os adversários com facilidade. Só perdeu duas vezes no Estadual, para o Palmeiras e o Mogi Mirim. Se mantiver Ganso, Neymar, Robinho e cia é candidato fortíssimo no Brasileiro. Em campanha, só perde para Grêmio e Flamengo, que perderam apenas um jogo, mas estão longe de mostrar tanta regularidade em campo.

Como atual campeão brasileiro, o rubro-negro aparece entre os favoritos. Mas tudo dependerá até onde o Império do Amor levará o time na Libertadores. Em caso de fracasso retumbante, periga ter um desmanche após a Copa do Mundo.

Dos outros cariocas, o Fluminense conseguiu mostrar futebol de qualidade em algumas partidas. Mas em momentos decisivos e nos clássicos só conseguiu ganhar um. Botafogo com Joel Santana surpreendeu até o momento, mas para competição como Brasileiro precisa de muito mais. Já o Vasco precisa de um elenco mais forte. Sem Carlos Alberto e com a saída iminente de Philippe Coutinho perde muito.

Entre os grandes paulistas, tirando o Santos, os demais alternam maus e bons momentos. O São Paulo, pensando mais na Libertadores, entra e sai da zona de classificação com frequência. Mas é o São Paulo de sempre. Assim como o Corinthians, que no momento está dentro. O Palmeiras não conseguiu se acertar desde a saída de Muricy, mesmo com um bom time. O pequeno paulista no Brasileirão vai bem no estadual. O agora Grêmio Prudente, ex-Barueri, está em terceiro lugar.


No Gauchão, o Inter vai de mal a pior. No primeiro turno ficou nas semifinais ao perder para o Novo Hamburgo. Na segunda fase, está em quinto na sua chave, fora das quartas de final. E o técnico Fossati balança mais e mais a cada partida.

Em Minas, Cruzeiro e Atlético-MG estão nas quartas de final, mas tiveram tropeços no caminho. Como no ano passado, os cruzeirenses estão mais fortes do que o Galo.

Nos outros campeonatos, algumas supresas. No Goiano, o Goiás, que parecia ficar entre os cinco no Brasileiro, está em quinto e fora das semifinais no momento. Enquanto isso, o novato Atlético-GO lidera. Atlético-PR, Avaí, Vitória e Ceará devem chegar às finais em seus estados.

0 comentários:

Postar um comentário