Share |

segunda-feira, 8 de março de 2010

Fredômeno? Nem de perto


Rodrigo Stafford


Eu confesso: Fred me enganou. Quando foi contratado pelo Fluminense, acreditei que era um jogador diferenciado, um craque. Passado um ano, já vimos que o atacante, nem de perto pode ter este adjetivo.


O Fred que saiu do Cruzeiro fazendo muitos gols na Copa do Brasil e campeonato mineiro é apenas fruto de uma grande fase. Não se destacou no fraco campeonato Francês pelo Lyon e teve uma série de lesões que o deixavam mais fora, do que em campo. No Tricolor, teve papel fundamental na reação do time no campeonato Nacional, mas apenas evitou o rebaixamento. Sem falar nas várias lesões que também tem no Flu.


É um bom atacante, se posiciona bem, finaliza bem, mas está muito atrás de Ronaldo, Robinho, Adriano, Romário, Edmundo, Careca. Fred não é decisivo para seu time e nem de longe merece uma chance na seleção brasileira.

1 comentários:

Renato disse...

Muito bom jogador, mas não chega aos pés dos citados acima.

12 de março de 2010 00:58

Postar um comentário